Produtos e Soluções

Já sabe tudo sobre etiquetagem energética de sistemas de aquecimento?

Na qualidade de parceira do projeto «Label Pack A+», a ADENE- Agência para a Energia divulga que a 26 de Setembro a etiqueta de aquecedores de água é atualizada para uma nova escala da classe energética, que passa a entre A+ e F, substituindo a anterior entre A e G.

Tal acontece ainda no âmbito da Diretiva de Etiquetagem Energética, recentemente revogada com a publicação, em Julho deste ano, do novo regulamento de etiquetagem energética transversal a todos os produtos etiquetados.

Este novo regulamento só se aplicará a produtos e sistemas de aquecimento após 2020, informa a ADENE.

Esta entrada em vigor após 2020 «justifica-se por a regulamentação de etiquetagem energética de produtos e sistemas de aquecimento ser uma legislação recente (2015) e, como tal, para estes equipamentos continuar a vigorar a escala que pode ir até A+++, em particular no caso dos sistemas de aquecimento mais eficientes e com recurso a sistemas solares térmicos».

«Congratulamos o facto de os fabricantes e instaladores de sistemas de aquecimento não terem que alterar, para já, a etiqueta de aquecimento. Uma vez que a etiqueta foi recentemente introduzida no mercado, o sector do aquecimento e os consumidores encontram-se ainda na fase de apropriação desta ferramenta ao seu máximo potencial. Uma das vantagens do reescalonamento da etiqueta de aquecimento acontecer mais tarde é o fácil reconhecimento das soluções que integram energias renováveis, pois apenas os sistemas que integram energias renováveis atingem as classes +, de A+ a A+++.», sustenta Pedro Dias, Secretário-geral da ESTIF – Federação Europeia da Industria Solar Térmica, entidade que coordena o projeto «Label Pack A+», uma iniciativa financiada pela União Europeia por via do programa Horizonte 2020.

Joana Fernandes, especialista da ADENE, explica que a agência «tem vindo, no âmbito do projeto, a trabalhar com os profissionais do sector para que estes possam assumir as suas responsabilidades e consigam esclarecer cada vez melhor o consumidor final e apoiá-lo na seleção de soluções energicamente eficientes», afirma, para quem «é essencial continuar a divulgar esta regulamentação, dinamizando a seleção de soluções de aquecimento mais eficientes e sempre que possível recorrendo a soluções solar térmicas».

O projeto europeu «Label Pack A+» visa apoiar e promover a regulamentação da etiquetagem energética de equipamentos de aquecimento, estabelecendo-se como ponto de contacto entre os vários agentes do mercado e o consumidor final.

Saiba mais sobre a regulamentação e as ações desenvolvidas aqui.